REGULAMENTO

Acesse aqui o Regulamento em PDF.

1– Disposições gerais:

1.1 – O 3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO é uma iniciativa do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ), por meio da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-Rio). A Cojira-Rio e as demais Cojiras – dos sindicatos de Alagoas, do Distrito Federal, de São Paulo e da Paraíba –, além do Núcleo de Jornalistas Afro-Brasileiros e da Diretoria de Relações de Gênero e Promoção da Igualdade Racial (dos sindicatos dos jornalistas do Rio Grande do Sul e da Bahia, respectivamente) integram a Comissão Nacional de Jornalistas pela Igualdade Étnico-racial (Conajira), vinculada à Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj).

1.2 – A premiação será concedida anualmente, por tempo indeterminado. Seus organizadores poderão, a cada nova edição, efetuar alterações e/ou mudanças destinadas a aprimorá-las.

1.3 – As inscrições ocorrerão entre os dias 7 de maio e 31 de julho de 2013. ATENÇÃO: INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 11 AGOSTO.

2 – Objetivos:

2.1 – Estimular a produção de conteúdo jornalístico que contribua para a prevenção, o combate e a eliminação de todas as formas de manifestação do racismo e da discriminação racial;

2.2 – Incentivar a cobertura sobre medidas de combate às desigualdades raciais em todos os veículos de comunicação e mídia (jornal, revista, televisão, rádio e internet) no Brasil;

2.3 – Disseminar nas redações a prática de um jornalismo plural com foco na promoção da igualdade racial;

2.4 – Valorizar as iniciativas no jornalismo brasileiro que contribuam para a compreensão do racismo como um problema estrutural das desigualdades sociais e econômicas;

2.5 – Dar visibilidade às soluções inovadoras para a superação do racismo no país.

3 – Condições para inscrição:

3.1 – Poderão inscrever-se o(a)s autor(a)es de reportagens em língua portuguesa divulgadas, em primeira edição, em veículos localizados em todas as regiões do Brasil, entre 01 de agosto de 2012 até 31 de julho de 2013 ATENÇÃO: INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 11 AGOSTO;

3.2 – Não serão aceitas inscrições de trabalhos veiculados antes de 01 de agosto de 2012 e que tenham sido republicados entre 01 de agosto de 2012 a 31 de julho de 2013;

3.3 - No caso de matéria ou reportagem não assinada ou assinada com pseudônimo, a autoria deve ser atestada, por escrito, pela Chefia de Redação ou Chefia de Reportagem, em carta, com papel timbrado, submetida junto com  a ficha de inscrição em PDF por meio do site do 3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO;

3.4 - Serão elegíveis as matérias realizadas por repórteres, chefes de reportagem, editor(a)s e/ou editor(a)s executivo(a)s que atuem no território nacional, respeitadas as categorias de premiação;

3.5 - Só poderão participar jornalistas e repórteres de imagem (p.ex. repórteres fotográficos ou cinematográficos) que possuam registro profissional.

4. Inscrições

4.1 - As inscrições para a 3ª edição serão realizadas exclusivamente ela internet, pelos próprios autores, por meio do site www.premioabdiasnascimento.org.br, de acordo com as especificações de cada categoria;

4.2 - O (a)s candidatos(a)s deve(m) preencher a ficha de inscrição e enviar sua (s) matéria (s) através de arquivos digitais ou informar o link (URL) da matéria que deverá ficar disponível para acesso durante todo o período de avaliação. É responsabilidade do autor (a) garantir o funcionamento do link até o fim do concurso, sob pena de ser eliminado caso a página indicada não esteja acessível para o julgamento;

4.3 - No caso de falha no envio dos arquivos digitais não haverá qualquer responsabilidade do 3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO;

4.4 - O prazo de inscrição se encerra no dia 31 de julho de 2013 ATENÇÃO: INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 11 AGOSTO;

4.5 - Não poderão concorrer ao 3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO os funcionários e dirigentes do SJPMRJ, da ARFOC/RJ e da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ).

5. Categorias de premiação:

5.1 - Mídia Impressa (jornal e revista de circulação regular em bancas);

5.2 - Televisão (desde que em emissoras legais, assim reconhecidas pelos organismos reguladores de televisão);

5.3 - Rádio (desde que em emissoras legais, assim reconhecidas pelos organismos reguladores de comunicação);

5.4 - Internet (sites jornalísticos, rádios, blogs e canais de televisão na Internet);

5.5 - Mídia alternativa ou comunitária (inclui jornais, Rádios e TV’s comunitárias);

5.6 - Fotografia (impressas em jornais, revistas ou veiculadas na Internet);

5.7 - Especial de Gênero Jornalista Antonieta de Barros.

5.7.1 - As matérias inscritas nas demais categorias estão aptas a concorrer na categoria especial, desde que incluam o recorte de gênero;

5.7.2 - É permitido ao concorrente se inscrever somente nesta categoria especial;

5.7.3 - Em qualquer situação, é necessário que o concorrente envie uma ficha de inscrição específica para a Categoria Especial de Gênero Jornalista Antonieta de Barros, independente da ficha já encaminhada para outra categoria.

5.8 - Todas as categorias têm valência nacional e premiarão a melhor reportagem vencedora de cada categoria.

5.9 - A Comissão Julgadora poderá recomendar que algum prêmio não seja outorgado, em uma ou mais categorias, se considerar que os trabalhos inscritos não atendem aos objetivos ou não cumpriram os requisitos da 3ª edição.

6. Critérios de seleção:

A análise das reportagens a serem premiadas irá contemplar os seguintes critérios:

6.1 - Originalidade;

6.2 - Pertinência;

6.3 - Caráter investigativo;

6.4 - Criatividade no desenvolvimento da pauta;

6.5 - Linguagem;

6.6 - Fontes consultadas;

6.7 - Recorte de gênero.*

* Critério específico para a Categoria Especial de Gênero

7. Sugestões de temas sobre a questão negra brasileira:

7.1 - Mercado de Trabalho;

7.2 - Racismo no Esporte;

7.3 - Saúde da População Negra;

7.4 - Juventude Negra;

7.5 - Ações Afirmativas;

7.6 - Intolerância Religiosa;

7.7 - Desigualdades;

7.8 - Políticas Públicas;

7.9 - Relações Raciais;

7.10 - Empreendedorismo;

7.11 - Populações/Comunidades tradicionais;

7.12 - Direitos Humanos;

7.13 - Espaços de poder;

7.14 - Discriminação Racial;

7.15 - Desenvolvimento Sustentável;

7.16 - Movimentos sociais.

8.  Procedimentos para inscrição:

8.2 - A Secretaria do 3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO certificará, por e-mail, o recebimento e a confirmação das inscrições.

8.3 - Deverão acompanhar as fichas de inscrição:

8.3.1 - Cópia digitalizada do comprovante do registro profissional no Ministério do Trabalho e Emprego, que possibilite a identificação do nome do concorrente, foto e o número do registro;

8.3.2 - Mídia Impressa: Envio de arquivos no formato PDF e/ou link para a matéria;

8.3.3 -  Televisão - As inscrições para trabalhos jornalísticos veiculados em emissoras de televisão devem obedecer as seguintes características:

a)  Só serão considerados os trabalhos identificados como reportagens veiculadas nos programas jornalísticos das emissoras e não temas desenvolvidos dentro de um programa não-jornalístico;

b) As inscrições serão feitas com envio do link no qual a reportagem está disponível (pode ser no modo privado, visível apenas para quem possui o link). Deve acompanhar o roteiro em PDF. Também serão aceitos links de vídeos hospedados no site Youtube.

c) As reportagens deverão conter: a chamada original da matéria pelo apresentador do noticiário, no dia da veiculação, e a abertura original ("cabeça") da matéria pelo(a) repórter;

d) Devem corresponder à versão da matéria que foi ao ar, contendo todos os caracteres que identifiquem as pessoas entrevistadas pelo(a) repórter.

8.3.8 - Rádio - As inscrições para trabalhos jornalísticos veiculados em emissoras de rádio devem obedecer as seguintes características:

a)  Só serão considerados os trabalhos identificados como reportagens veiculadas nos programas jornalísticos das emissoras e não temas desenvolvidos dentro de um programa não-jornalístico. Somente no caso de radiodocumentários, quando exibidos em outros programas, serão aceitos como inscritos;

b) As inscrições serão feitas por meio do envio do link no qual a reportagem está disponível (pode ser no modo privado visível apenas para quem possui o link). Deve acompanhar o roteiro em PDF. Também serão aceitos os áudios hospedados nos sites Youtube e/ou Radiotube.

c) As reportagens radiofônicas deverão conter: a chamada original da matéria pelo apresentador do noticiário, no dia e na hora da veiculação, e a abertura original ("cabeça") da matéria pelo(a) repórter.

8.3.12 - Fotografia – As imagens devem ser sumetida(s) formatada(s) até 900 pixels em formato JPEG.

8.3.13 -  Internet – Deve ser informado o link direcionando para a reportagem. Em caso de série de reportagem, o autor (a) deve informar cada um dos links.

8.3.14 -  Mídia alternativa ou comunitária – seguirão as especificações deste regulamento, conforme a especificação técnica das categorias mencionadas acima.

8.3.15 -  Categoria Especial de Gênero Antonieta de Barros – seguirão as especificações deste regulamento, conforme exigido aos meios de comunicação acima descritos.

8.4 - Os trabalhos que não permitirem uma avaliação criteriosa por apresentar baixa qualidade de reprodução/visibilidade ou dificuldade de leitura serão eliminados na fase de pré-seleção.

8.5 - Cada auto(a)r poderá participar de uma ou mais categorias, com limite de até 3 (três) trabalhos inscritos por categoria, desde que não seja a mesma reportagem já inscrita em uma das categorias. Será permitida a inclusão de uma mesma reportagem em até duas categorias, sendo uma delas a Categoria Especial de Gênero.

8.6 - Para inscrição de mais uma reportagem ou de série de reportagem, o autor (a) deverá preencher um formulário de inscrição e enviar toda a documentação exigida neste regulamento e seguir as especificações técnicas de cada mídia, conforme descrito nos itens acima.

8.7 - As inscrições de trabalhos elaborados por equipe só serão aceitas como tal com a apresentação do registro profissional de todos os jornalistas mencionados na ficha de inscrição.

8.9 - O(s) autor(es) inscrito(s) no  3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO se responsabilizam pela boa origem e originalidade (autenticidade) da(s) obra(s) inscrita(s), bem como cedem ao SJPMRJ o direito de reproduzir ou permitir a reprodução por terceiros da(s) obra(s) inscrita(s), no todo ou em parte, em qualquer meio ou forma, e em qualquer território (Brasil e/ou exterior) por tempo indeterminado.

8.10 - Este direito será exercido pela SJPMRJ sempre que tal reprodução tenha por objetivo divulgar o evento e/ou a premiação ocorrida e/ou enfatizar a contribuição do(s) autor(es) para a solução dos problemas relativos ao tema abordado. O(s) autor(es) aceita(m) expressamente, no ato da inscrição, que em relação à cessão outorgada nenhuma remuneração lhe(s) será devida, em nenhum tempo, e sob qualquer pretexto, não havendo necessidade de nenhuma outra autorização formal dele(s/as) para que o SJPMRJ utilize a(s) referida(s) obra(s), dentro dos limites especificados neste regulamento.

8.11 - O(as) autor(es/as) inscrito(s/as) no  3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO aceita(m), em todas as suas condições, o presente regulamento, concordando integralmente com as eventuais modificações que nele venham a ser inseridas, desde que não sejam atinentes às categorias de premiação e aos prêmios a serem outorgados, aceitando também as decisões que vierem a ser proferidas pela Comissão Julgadora do 3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO, reconhecendo a sua soberania.

9. Seleção e premiação

9.1 - Caberá aos membros de uma Comissão de Pré-Avaliação e de Seleção, indicada pelos organizadores, a escolha prévia dos trabalhos que obedecerem aos critérios exigidos para inscrição.

9.2 - Durante a seleção pela Comissão de Pré-Avaliação e Seleção será observada com rigor a qualidade da apresentação das matérias que devem ter boa definição, boa qualidade de áudio (no caso de trabalhos veiculados em emissoras de rádio) e boa qualidade de áudio e vídeo (para reportagens veiculadas em emissoras de televisão). Para os trabalhos veiculados na Internet, só serão avaliados aqueles que apresentem boa definição e/ou estiverem disponíveis no link enviado durante a fase de Pré-Avaliação e Seleção.

9.3 - A Comissão de Pré-Avaliação e Seleção poderá remanejar um determinado trabalho para outra categoria que não seja a indicada na inscrição, se considerar que a reportagem não se enquadra na categoria indicada pelo/a seu/sua autor/a.

9.4 - Os trabalhos que não permitirem uma avaliação criteriosa por apresentar baixa qualidade de reprodução ou dificuldade de leitura serão eliminados na fase de pré-seleção.

9.5 - Serão premiado(a)s o(a)s autor(a)es de reportagens que, a critério da Comissão Julgadora, representem as melhores contribuições para que sejam alcançados os objetivos do 3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO.

9.6 - Nesta terceira edição, realizada em 2013, será distribuído um total de R$ 35 mil reais em prêmios (sobre os valores brutos dos prêmios incidirá Imposto de Renda) nas seguintes categorias:

1. Mídia Impressa: Valor R$ 5 mil reais;

2. Televisão: Valor R$ 5 mil reais;

3. Rádio: Valor R$ 5 mil reais;

4. Mídia alternativa ou comunitária: Valor R$ 5 mil reais;

5. Internet: Valor R$ 5 mil reais;

6. Fotografia: Valor R$ 5 mil reais;

7. Especial de Gênero Jornalista Antonieta de Barros: Valor R$ 5 mil reais;

9.7 - Cada categoria contará com três finalistas e um (a) único (a) vencedor (a).

9.8 - O mesmo critério será aplicado nos casos de autoria, observando-se que nas inscrições de equipe de reportagem o prêmio será dividido e igualmente pago a cada jornalista que tenha sido indicado na ficha da inscrição como co-autor do trabalho, não cabendo ao sindicato ou aos patrocinadores qualquer responsabilidade sobre a omissão de  membros da equipe.

9.9 - O valor total da premiação do concurso será repassado para o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ), em forma de patrocínio, que ficará responsável pelo pagamento e recolhimento dos impostos e deduções previstos em lei.

9.10 - A premiação será realizada no Rio de Janeiro no mês de novembro de 2013 em local e data a serem divulgados neste site pelos organizadores.

9.11 - As despesas de passagens para a participação de três finalistas por categoria ou representante da equipe inscrita na cerimônia de premiação, em novembro, serão assumidas pela organização do prêmio.

10. Comissão Julgadora:

10.1 - A Comissão Julgadora do  3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO terá 10 (dez) membros, que serão escolhidos entre profissionais da área de comunicação social (preferencialmente jornalismo) e especialistas na temática étnico-racial.

10.2 - Não poderão participar da comissão pessoas que tenham qualquer vínculo empregatício com os veículos de comunicação inscritos para o prêmio.

10.3 - A Comissão Julgadora será presidida por um (a) do(a)s seus/suas integrantes, escolhido(a) na reunião de instauração. Em caso de empate, o Presidente do Júri terá o poder de decisão para eleger o trabalho vencedor em qualquer uma das categorias do  3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO.

11. Julgamento:

11.1 - A Comissão Julgadora escolherá 3 (três) finalistas entre as melhores reportagens apresentadas em cada uma das categorias, cuja valência é nacional.

11.2 - A lista dos trabalhos finalistas será anunciada no mínimo 15 dias antes da cerimônia de entrega dos Prêmios aos vencedores e divulgada, obrigatoriamente, no site do Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro e no site do  3º PRÊMIO NACIONAL JORNALISTA ABDIAS NASCIMENTO, e ainda por e-mail enviado aos autores dos trabalhos selecionados.

11.3 - O (a)s autore(a)s das reportagens finalistas e/ou representante da equipe inscrita comprometem-se a estar presentes na cerimônia de premiação que acontecerá em evento a ser realizado na cidade do Rio de Janeiro no mês de novembro, cuja data será amplamente divulgada pelos organizadores do prêmio.

11.4 - A Comissão Julgadora, formada pelos 10 (dez) integrantes, apontará o vencedor de cada categoria. O resultado somente será divulgado no dia da entrega da premiação, cuja data será amplamente divulgada. É de responsabilidade da Comissão Julgadora manter o resultado em segredo, até a entrega dos prêmios.

11.5 - A Comissão Julgadora poderá desclassificar trabalhos que não sejam adequados ao objetivo do concurso.

11.6 - Dentre os/as finalistas, deverá ser apontado pela Comissão Julgadora um(a) vencedor(a) para cada categoria. No entanto, caso o Júri julgue necessário, excepcionalmente poderá ser indicado mais de um vencedor para qualquer uma das categorias, o que implicará na divisão, em partes iguais, do valor do prêmio a ser pago aos vencedores.

11.7 - As reportagens vencedoras serão selecionadas em reunião presencial da Comissão Julgadora, sendo que os membros desta Comissão assinarão um Termo de Confidencialidade a fim de preservar o sigilo do resultado até a realização do evento.

11.8 - Se achar necessário, a Comissão Julgadora poderá conceder Menção Honrosa (diploma especial e sem valor monetário) a qualquer/quaisquer trabalhos finalistas.

12- Disposições Finais ou Casos Omissos:

12.1 - Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Julgadora. Não serão aceitos recursos contra as decisões da Comissão Julgadora.

 

PARCEIROS SEGUNDO MODELO MAIO